quinta-feira, 16 de junho de 2016

As pinturas da H2O. Você conhece todas?

A H2O não tem um padrão único de pintura, mas vários, que vão se alternando nos campeonatos e sendo utilizados simultaneamente. Na última contagem, verificou-se que a H2O possui 12 pinturas diferentes.

Mas nem sempre foi assim. De 2010 a 2012, a H2O só usava um padrão de pinturas por vez. Algumas resistiram ao tempo, se reinventaram e ainda vestem os nossos carros. Outras se perderam ao longo do caminho.

Neste link é possível conferir um pouco das primeiras skins da equipe: http://www.h2oms.com/2011_06_01_archive.html

Nomes das Pinturas

Na H2O, cada pintura tem seu próprio nome. Os nomes usados nas pinturas são sempre nomes de carros da extinta Pontiac, uma homenagem que a H2O faz a essa grande marca da indústria automotiva. A única pintura que foge a esse padrão de nomes é a pintura Senna, que recebe os padrões de cores do capacete de Ayrton Senna.

Curiosidade: Quando decidiu-se ter várias pinturas na equipe e não apenas um único padrão por vez, as pinturas eram nomeadas apenas com letras do alfabeto. Na tentativa de "quebrar o gelo", tornar o nome mais interessante, cogitou-se em dar nome de mulheres às pinturas, como ocorre no filme "60 Segundos" (Gone In 60 Seconds), o que foi descartado para não arrumar problemas com nossas esposas, noivas ou namoradas. Então foi aí que se decidiu usar nomes de carros da Pontiac, marca já homenageada pela equipe na época. Isso ocorreu em Fevereiro de 2012.

As Pinturas Atuais

Confira quais são as pinturas da H2O e algumas informações sobre cada uma delas. Estão organizadas pela ordem cronológica de seu desenvolvimento inicial:

GRAND PRIX (GP) - 2010
A Grand Prix é praticamente a primeira pintura da equipe. Base branca e faixas azuis. Ao longo do tempo, ela foi recebendo mudanças e atualizações, mas dificilmente foge do desenho principal. As principais mudanças ficam reservadas geralmente aos monopostos.


___________________________________________________________________

PURSUIT (PS) - 2010
A Pursuit marcou a expansão da equipe no demo, ainda nos primeiros passos da H2O. Foi com ela que a equipe estabeleceu parcerias formais e seu primeiro patrocinador oficial, o que permitiu, na época, que a equipe tivesse seu primeiro servidor demo, ligado 24 horas. A pintura trata-se de uma base azul médio no teto e laterais que vai escurecendo para o preto na parte inferior. Deixou de ser usada ainda em 2010, mas voltou em 2015 e, com algumas atualizações, passou a ser uma das opções da equipe.

___________________________________________________________________

TRANS AM (TA) - 2010
No final de 2010, havia uma pintura que foi muito utilizada pela equipe: carro metade azul e metade preto (ou quase preto): havia uma linha branca que cortava o carro de fora a fora, na altura dos faróis, subindo até a traseira e que separava o preto, em baixo, do azul, em cima. Em 2011, veio uma reedição dela, com uma pintura toda rajada. A linha branca foi refeita e recebeu uma forma de onda e chegou a ser aplicada em todos os carros do LFS, mas durou pouco tempo. Saiu de cena quando chegou a Firebird. Mas em 2012 ela renasceu, com um desenho diferente, simples, mas que é elogiado até hoje. O que não deixou de existir: metade azul, metade preto.



___________________________________________________________________

FIREBIRD (FB) - 2011
A Firebird, no início, foi totalmente baseada nos Ford Fiesta S2000 de rally: Base branca e desenho em azul com faixas pretas dividindo as cores. Chegou a ser aplicada em todos os carros do LFS, mas saiu de cena durante alguns anos. Retornou só em 2016 vestindo o R8 e o Cobalt no GT3 Challenge, mas com mudanças em diversos detalhes, além da aplicação de um azul mais escuro do que o original. Em seguida, foi repaginada, recebendo novo tom de azul e abandonando o preto, mas com um desenho que ainda lembra a primeira versão de 2011. Ainda não foi utilizada.


___________________________________________________________________

FIERO (FR) - 2011
A primeira versão da Fiero nasceu em 2011, mas a Fiero que realmente vingou e que conhecemos até hoje veio em 2012. Trata-se de uma pintura de base branca, mas que tem uma boa parte coberta por um azul marinho e algumas linhas em outros tons de azul, cinza e preto. Tem desenho bem moderno e sofreu poucas alterações desde 2012. Marcou o início da era de pinturas modernas, elegantes e esportivas, e que, pela variedade de linhas e contrastes, fica bonita na pista, mesmo sem muitas marcas estampadas. 



___________________________________________________________________

LE MANS (LM) - 2012
A Le Mans foi uma pintura que mudou bastante, teve praticamente três "caras" diferentes. A primeira, lançada em 2012, trazia um desenho inspirado em um Ford Fiesta de Rally da época. Em 2013, foi reetilizada, recebeu o mesmo desenho da Trans AM, mas com um azul claro na frente e branco na traseira. Em 2016, acompanhou novamente a Trans AM, mas abandonou o branco. Agora apresenta uma mistura de tons de azul, divididos por linhas prateadas. É tão nova que ainda nem chegou a ser usada em campeonato, nem distribuída aos pilotos.


___________________________________________________________________

SOLSTICE (SC) - 2012
Também mudou radicalmente de conceito. Nasceu como uma pintura sem desenho algum, apenas um azul marinho com peças brancas que vestia muito bem os monopostos. Mas recebeu uma total repaginada em 2013, quando recebeu linhas em azul marinho e algumas faixas em cinza, e base branca. De frente, lembra muito a Fiero pelo desenho semelhante no capo e pelo contraste básico entre o branco e o azul. Desde 2013 praticamente não sofreu alterações.


___________________________________________________________________

PHENOM (PH) - 2012
A primeira versão da Phenom tinha um desenho próprio, baseada em desenhos de aviões e foi feita por Cil Bany, piloto da equipe na época. Saiu de cena pouco tempo depois e voltou totalmente repaginada. Reapareceu vestindo um RB4 em 2015, apresentando as mesmas linhas da Solstice, mas com um padrão de cores escuras, com base azul royal e desenhos em escala cinza e preto. Nessa nova versão, só foi utilizada uma única vez.


___________________________________________________________________

SENNA (SN) - 2014
Foi desenvolvida em homenagem aos 20 anos da morte de Ayrton Senna e tudo o que ele representou para o Brasil e para o automobilismo. A pintura tem desenho simples e recebe cores e faixas baseadas no capacete do piloto.


___________________________________________________________________

TEMPEST (TP) - 2014
Nasceu vestindo o Scirocco GTR usado pela equipe na ocasião. Com mesmo desenho da Fiero, utiliza um padrão geral escuro, com base azul royal com desenho em padrões em cinza e preto. Só foi utilizada uma única vez.


___________________________________________________________________

SILVER STREAK (SS) - 2015
Vestiu primeiramente o XR GTR e, mais pra frente, foi utilizada em outros carros, mas nenhum monoposto até então. Tem base prata e desenhos em azul royal com faixas em preto e linhas em branco.


___________________________________________________________________

VIBE (VB) - 2015
Até hoje, essa pintura vestiu apenas o XF GTR em um único campeonato, como ocorreu com a Tempest e com a nova Phenom. Tem um padrão bem escuro e diversos desenhos e rabiscos espalhados por todo o carro. 

Translate